quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

055 - Conferência do NIA

No próximo Sábado, dia 22 de Fevereiro, António Carlos Valera terá uma comunicação intitulada "A religiosidade na Pré-História: manifestações do sagrado no Neolítico" integrada nas Jornadas de Património Religioso que decorrerão em Montemor-o-Novo.

Aqui fica o resumo:

"As abordagens à dimensão religiosa das comunidades pré-históricas são tão antigas como a própria Arqueologia. Deste o início que manifestações “artísticas” foram relacionadas com sistemas mágico-religiosos e utilizadas inclusivamente como critério de definição da humanidade moderna.

Com frequência, expressões “artísticas”, práticas funerárias e arquitecturas pré-históricas são entendidas como elementos simbólicos que operam num contexto ideológico de forte pendor religioso. No caso concreto do Neolítico, essas manifestações são tradicionalmente vistas como uma adaptação da superestrutura ideológica a uma transformação económica e social promovida pela afirmação da economia produtora, que simultaneamente traduz e viabiliza. Descobertas recentes, porém, documentam a anterioridade de grandes construções de cariz simbólico relativamente ao advento agrícola, revelando o poder motivador das cosmogonias.

Em Portugal, e no que ao Neolítico respeita (entendido num sentido amplo), a temática da religiosidade tem sido pouco pensada e debatida, raramente saindo das ideias há muito feitas (e pouco consubstanciadas).

Procurando renovar o debate, esta comunicação, mais que descrever um eventual sistema de crenças pré-histórico, abordará um conjunto de manifestações e práticas sociais neolíticas que remetem para enquadramentos cosmogónicos e sagrados, os quais permitem discutir a existência ou não de uma religião com corpo doutrinário e normativos bem definidos e diferenciados no período e a questão da relação entre formas de pensamento animista e religioso."

Sem comentários:

Publicar um comentário