sábado, 18 de janeiro de 2014

053 - Investigação científica na ERA Arqueologia



A ERA assumiu, desde a sua fundação, um forte compromisso com a investigação científica nas áreas da Arqueologia e do Património. Ao longo de dezassete anos é inegável que os resultados obtidos são relevantes, quer em termos de produção e difusão de conhecimento, quer em termos de formação e incremento das competências dos colaboradores da empresa.

A nossa estratégia de actuação no mercado tem sempre procurado privilegiar os valores da qualidade e da inovação. Não tem sido fácil, muito pelo contrário. A nossa área é pouco relevante socialmente e os níveis de exigência do mercado e das entidades tutelares não são elevados.

O forte investimento sistematicamente realizado em investigação, essencialmente assente em capitais próprios, tem tido um retorno pouco significativo do ponto de vista financeiro, continuando a administração da ERA a assumir esta aposta numa perspectiva de muito longo prazo. Apesar de algumas vantagens competitivas que dele têm resultado, reconhecemos que a estratégia prosseguida vinca uma postura mais condizente com entidades sem fins lucrativos. Perante o arrastar da actual crise, este modelo é cada vez mais difícil de sustentar.


Independentemente de eventuais apoios do Estado ao financiamento de projectos específicos e à formação avançada dos técnicos da empresa, essencial à obtenção de resultados inovadores e ao alargamento de competências internas, penso que a ERA deverá continuará a investir em investigação científica porque sem ela não será cumprido o seu propósito social, nem tão pouco será verdadeiramente útil aos seus clientes. Por isso, apesar das dificuldades, a visão de futuro da ERA implica a renovação desta aposta  em que toda a estrutura da empresa deverá, quanto a mim, continuar a estar implicada. É uma questão de identidade, de ADN e de convicção num projecto que procura sempre a produção e difusão de conhecimento tal como a plena activação social e económica da Arqueologia e do Património. 

Sem comentários:

Publicar um comentário